Portal Setor Regulado

Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Início do conteúdo da página

Início do conteúdo da página

Perguntas Frequentes

Pesquise sua pergunta

NONO DÍGITO

O Cliente ouvirá, por um período determinado, uma mensagem que informará que o número NÃO mudou e que o Cliente terá que fazer a ligação novamente, com o número de destino correto, nesse caso, com 8 dígitos.

Não. Os números que são usados como terminais de rádio não irão mudar, permanecendo com 8 dígitos.

Não. As empresas que prestam Serviço Móvel Especializado (SME), regido pela Resolução n.º 404/05 da Anatel, e que utilizam operações tipo despacho, ou seja, conexão direta via rádios, não sofrerão alteração em seu número de telefonia móvel.

Cabe ao próprio Cliente providenciar essa mudança em sua agenda de contatos. Sugere-se ao cliente consultar sua Prestadora de telefones móveis (celulares) a respeito, pois algumas fornecerão aplicativos que facilitarão essa alteração da agenda.

Não, ela é gratuita e de responsabilidade das operadoras.

O saldo em créditos dos assinantes de telefones pré-pagos, assim como a validade dos créditos, não será alterado pela mudança da numeração.

Não. A mudança afetará todos os Clientes dos DDD 4X e 5X das operadoras, ou seja, todos os Clientes deverão ter o algarismo 9 adicionado a seus números.

O processo de portabilidade acontecerá normalmente.

A Resolução n.º 553/2010 da Anatel determinou a implementação do nono dígito em todo o Brasil, o que já foi cumprido em todos os estados com exceção dos estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul.

Dessa forma, em 06 de novembro de 2016, serão alterados os números dos DDD 41, 42, 43, 44, 45 e 46 (estado do Paraná), 47, 48 e 49 (estado de Santa Catarina), 51, 53, 54 e 55 (estado do Rio Grande do Sul), concluindo as migrações em todo o Brasil.

a) caso dos DDD 4X (estados do Paraná e Santa Catarina) e 5X (estado do Rio Grande do Sul)

Durante 10 dias, a partir do Dia D (06/11/2016), as chamadas feitas usando 8 dígitos ainda serão completadas (06/11 a 15/11/2016).

Após o 10º dia (do dia 16/11/2016 a 15/12/2016), as chamadas começarão a ser interceptadas, deixando gradualmente de serem completadas, com o assinante recebendo uma mensagem orientando-o a usar a nova numeração.

Após o 40º dia (a partir do dia 16/12/2016), as chamadas serão interceptadas, sem completamento, com o assinante recebendo uma mensagem orientando-o a usar a nova numeração.

Após o 100º dia (a partir de 14/02/2017), as chamadas feitas usando números com 8 dígitos para números dos DDD que tenham ganhado o nono dígito ouvirão a mensagem de número inexistente sem qualquer orientação sobre a nova forma de marcação.

As mensagens SMS e MMS marcadas a 8 dígitos não serão enviadas após o 40º dia.

Por um tempo determinado as ligações com 8 dígitos ainda serão completadas, para adaptação das redes e usuários. Gradualmente haverá interceptações e o usuário receberá mensagens com orientações sobre a nova forma de discagem. Após esse período, as chamadas com 8 dígitos não serão mais completadas.

 

Da mesma forma como são feitas hoje, mas com a inclusão do nono dígito. Exemplo:

0 + Código da Operadora + Código de Área + 9XXXXXXXX

Sim. Quem ligar de qualquer telefone – seja fixo ou móvel – para um telefone móvel (celular) que tenha o nono dígito acrescentado terá de acrescentar o 9 antes do número antigo para que a ligação seja completada.

Não. Apenas os usuários de telefonia móvel (celulares) nos DDD 4X e 5X terão o algarismo “9” adicionado a seus números. Os telefones fixos continuarão com 8 dígitos.

O nono dígito será implementado em todo o País, até o fim de 2016.

  • O DDD 11 (cidade de São Paulo e região metropolitana) ganhou o nono dígito em 29 de julho de 2012.
  • Em 25 de agosto de 2013, foi a vez dos DDD 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18 e 19 (restante do estado de São Paulo).
  • Em 27 de outubro de 2013, foram alterados os números dos DDD 21, 22 e 24 (estado do Rio de Janeiro), e 27 e 28 (estado do Espírito Santo).
  • Em 02 de novembro de 2014, foram alterados os números dos DDD 91, 93 e 94 (estado do Pará), 92 e 97 (estado do Amazonas), 95 (estado de Roraima), 96 (estado do Amapá), 98 e 99 (estado do Maranhão).
  • Em 31 de maio de 2015 foram alterados os números dos DDD 81 e 87 (estado do Pernambuco), 82 (estado de Alagoas), 83 (estado da Paraíba), 84 (estado do Rio Grande do Norte), 85 e 88 (estado do Ceará), e 86 e 89 (estado do Piauí).
  • Em 11 de outubro de 2015 foram alterados os números dos DDD 31, 32, 33, 34, 35, 37 e 38 (estado de Minas Gerais), 71, 73, 74, 75 e 77 (estado da Bahia), e 79 (estado do Sergipe).
  • Em 29 de maio de 2016 foram alterados os números dos DDD 61 (Distrito Federal), 62 e 64 (estado do Goiás), 63 (estado do Tocantins), 65 e 66 (estado do Mato Grosso), 67 (estado do Mato Grosso do Sul), 68 (estado do Acre) e 69 (estado de Rondônia).
  • Finalmente, em 06 de novembro de 2016, serão alterados os números dos DDD 41, 42, 43, 44, 45 e 46 (estado do Paraná), 47, 48 e 49 (estado de Santa Catarina), 51, 53, 54 e 55 (estado do Rio Grande do Sul).

Por uma decisão da Anatel, através da Resolução nº 553/10, dando continuidade ao processo de aumento de disponibilidade de números de telefones móveis (celulares) no Brasil, iniciado pelo DDD11, para atender à crescente demanda de novos usuários no país.

O número 9 será acrescentado à frente dos números atuais.

Exemplo: 9XXXX-XXXX

A partir de 06/11/2016, para todos os Clientes de telefones móveis (celulares) dos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Tal data é chamada “Dia D”.

Fim do conteúdo da página