Ir direto para menu de acessibilidade.

Limites mínimos de velocidade da banda larga ficam mais rigorosos

Publicado: Terça, 07 de Janeiro de 2014, 18h33 | Última atualização em Terça, 27 de Agosto de 2019, 08h36 | Acessos: 11683

Os novos limites mínimos de velocidade contratada pelos assinantes de bandas largas fixa e móvel começaram a valer a partir 1º de novembro. Pelas metas estabelecidas nos regulamentos de Gestão da Qualidade dos serviços de Comunicação Multimídia (banda larga fixa) e Móvel Pessoal (banda larga móvel), as prestadoras deverão garantir mensalmente, em média, 70% da velocidade contratada pelos usuários.

Em outras palavras, na contratação de um plano de 10Mbps, a média mensal de velocidade deve ser de, no mínimo, 7Mbps. A velocidade instantânea - aquela aferida pontualmente em uma medição - deve ser de, no mínimo, 30% do contratado, ou seja, 3Mbps. Com isso, caso a prestadora entregue apenas 30% da velocidade contratada por vários dias, terá de, no restante do mês, entregar uma velocidade alta ao usuário para atingir a meta mensal de 70%.

Esses percentuais valem até novembro de 2014, quando serão ampliados conforme detalhado na tabela abaixo.

 

Prazo

Taxa de Transmissão Média (download e upload)

Taxa de Transmissão Instantânea (download e upload)

A partir de novembro de 2012

60% da taxa de transmissão máxima contratada

20% da taxa de transmissão máxima contratada

A partir de novembro de 2013

70% da taxa de transmissão máxima contratada

30% da taxa de transmissão máxima contratada

A partir de novembro de 2014

80% da taxa de transmissão máxima contratada

40% da taxa de transmissão máxima contratada

Os primeiros resultados com as novas metas devem ser divulgados pela Agência em dezembro deste ano.

Saiba mais sobre o procedimento de medição de velocidade da banda larga fixa e móvel e descubra como baixar aplicativos de medições no seu aparelho celular.

 

registrado em: