Ir direto para menu de acessibilidade.

TRANSPARÊNCIA

Anatel lança portal mais moderno e intuitivo

Publicado: Quinta, 29 de Agosto de 2019, 16h12 | Última atualização em Segunda, 02 de Setembro de 2019, 18h07 | Acessos: 720

Novo portal da Anatel sendo mostrado na tela de um notebook com mãos de homem próximas do teclado

Está no ar o novo portal da Anatel. Acessado por mais de 7 milhões de usuários em 2018, o site foi reformulado para aprimorar a experiência de navegação e a visualização das informações.

O layout, mais moderno e intuitivo, atende a nova identidade de comunicação digital do Executivo Federal, que padroniza a arquitetura e o visual dos sites dos órgãos e permite que o cidadão tenha uma experiência comum ao percorrer caminhos semelhantes para acessar as informações nos diversos ambientes digitais do governo.

Na nova versão do portal da Anatel, a página “Legislação”, que reúne as normas da Agência, ganhou destaque na estrutura de navegação da home, ao lado das áreas "Consumidor", "Regulado" e "Dados".

Além da mudança visual, recentemente, o portal da Anatel ganhou uma nova ferramenta de busca, que facilita a pesquisa por palavras-chave, e mais segurança com a implementação do HTTPS (protocolo de transferência de hipertexto seguro visualizado na barra de endereço), que ajuda a evitar que intrusos adulterem as comunicações entre o site e os navegadores dos usuários.

Padrão de comunicação digital do governo

A nova identidade padrão de comunicação digital do governo tem como pilares:

  • Experiência digital comum - mesma arquitetura e estrutura de navegação;
  • Relevância para o público - voltado para as necessidades da população;
  • Acessibilidade - tecnologia e linguagem acessíveis a todos os públicos;
  • Economicidade - o padrão é desenvolvido e aplicado a todos os órgãos, o que evita novos gastos;
  • Credibilidade - permite que o cidadão encontre e reconheça facilmente conteúdos oficiais; e
  • Inovação - acompanha as tendências e boas práticas de comunicação na internet, sobretudo aquelas com aderência dos brasileiros.

A construção do projeto foi também baseada na metodologia adotada pela Organização das Nações Unidas (ONU) para avaliar o comprometimento dos países com um governo eletrônico focado no desenvolvimento sustentável. Entre os critérios previstos estão transparência dos dados públicos, governo unificado em uma só plataforma e existência de mecanismos de participação social.



registrado em: