Ir direto para menu de acessibilidade.
>Legislação > Resoluções > 2000 > Resolução nº 230, de 14 de julho de 2000 (REVOGADA)


Resolução nº 230, de 14 de julho de 2000 (REVOGADA)

Publicado: Segunda, 17 Julho 2000 16:22 | Última atualização: Quarta, 18 Dezembro 2019 12:47 | Acessos: 2776

Revogada pela Resolução nº 708/2019

Autoriza a realização de Projeto Piloto pelas prestadoras de serviços de telecomunicações para registro de intenção de doação de assinantes a instituições de utilidade pública.

 

Observação: Este texto não substitui o publicado no DOU de 17/7/2000.

 

O CONSELHO DIRETOR DA AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES – ANATEL, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pelo art. 22 da Lei nº 9.472, de 16 de julho de 1997, e art. 35 do seu Regulamento, aprovado pelo Decreto nº 2.338, de 7 de outubro de 1997, por meio do Circuito Deliberativo 174, de 11 de julho de 2000,

CONSIDERANDO o grande alcance social de campanhas promovidas pela Associação de Assistência à Criança Defeituosa – AACD e Unicef.

CONSIDERANDO a necessidade de subsídios que aperfeiçoem as disposições da Proposta de “Norma sobre Condições para Prestação de Serviços de Telecomunicações, como suporte ao Registro de Intenção de Doação à Instituição de Utilidade Pública”, submetida à Consulta Pública nº 243, de 14 de julho de 2000,

RESOLVE:

Art. 1º Autorizar a implantação de Projeto Piloto pelas prestadoras de serviços de telecomunicações, para registro e cobrança de doações destinadas a instituições de utilidade pública.

Art. 2º Estabelecer a implantação desta sistemática em caráter provisório e excepcional pelo prazo de três meses, a partir de 17 de julho de 2000.

Art. 3º Determinar que a realização do Projeto Piloto seja limitada às instituições Associação de Assistência à Criança Defeituosa - AACD e à Unicef.

Parágrafo único. Durante o Projeto Piloto serão designados, para uso da AACD, os códigos de acesso não geográficos 05001234505, 05001234510 e 05001234520, e, para a Unicef, os códigos de acesso não geográficos 05007086005, 05007086015 e 05007086030, os quais devem ter programação de encaminhamento, pelas diversas prestadoras de serviços de telecomunicações, no prazo de dez dias, contados a partir da vigência desta Resolução.

Art. 4º Estabelecer que as prestadoras de serviços de telecomunicações encaminhem à Anatel relatórios mensais detalhados, contendo os resultados obtidos durante a realização do Projeto Piloto.

Art. 5º Estabelecer que as condições para a realização do Projeto Piloto são as do Anexo à Consulta Pública nº 243, de 14 de julho de 2000.

Art. 6º Estabelecer os seguintes valores tarifários, em âmbito nacional, que deverão ser adotados durante a realização do Projeto Piloto, líquidos de impostos e contribuições sociais:

I - para as chamadas originadas em Terminal de Telecomunicações fixo: R$ 0,27 (vinte e sete centavos) por minuto;

II - para as chamadas originadas em Terminal de Telecomunicações móvel: R$ 0,50 (cinqüenta centavos) por minuto.

Art. 7º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.

RENATO NAVARRO GUERREIRO
Presidente do Conselho

Nós protegemos seus dados

Saiba como usamos seus dados em nosso Aviso de Privacidade. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com os Termos de Serviço e a Política de Privacidade da Anatel.