Ir direto para menu de acessibilidade.

Central de Monitoramento

Central de Monitoramento

Publicado: Sexta, 13 de Março de 2015, 10h04 | Última atualização em Quarta, 11 de Março de 2020, 18h13 | Acessos: 24128

Links relacionados:

Sistema de Segurança das Infraestruturas Criticas (SIEC)

O Projeto SIEC foi criado com o intuito de prover a Agência de um sistema informatizado e metodologias que lhe permitissem a gestão de riscos relacionados à segurança das infraestruturas críticas de telecomunicações e monitoramento das redes.

Com a Gestão de Riscos a Agência tem condições de atuar preventivamente junto às prestadoras e em conformidade com seus regulamentos, além de estar alinhada com a ISO 31.000, norma que norteia a gestão de riscos. Um questionário é aplicado às Infraestruturas Críticas das redes das operadoras, permitindo identificar informações e dados quanto a infraestrutura das estações, segurança, energia, capacidade e outros dados. Assim é possível a elaboração de relatórios para planos de tratamentos com as prestadoras, a fim de evitar que uma vulnerabilidade ou risco se concretizasse e prejudicasse a prestação dos serviços e a imagem do país no setor.

A partir do SIEC é, portanto, possível identificar, analisar e tratar ameaças que possam afetar a continuidade na prestação dos serviços de telecomunicações em escala que prejudiquem de forma significativa parcela da população ou que prejudiquem a segurança nacional, economia e atividades governamentais. Para isso processos foram elaborados para semestralmente : 

  • mapear as principais estações núcleo (core) das empresas de grande porte do SMP, SCM, STFC e SEaC;
  • gerar os questionários para que as prestadoras os respondam via web e permitindo posteriormente a elaboração de relatórios para identificação de ameaças e vulnerabilidades e propiciando o cálculo do índice de riscos de cada uma;
  • gerar plano de tratamento para mitigar as ameaças e preventivamente reduzir os riscos que possam afetar a continuidades na prestação dos serviços por estas estações. 

Imagem: Centro de Monitoramento da Anatel
Central de monitoramento

 

Para o Monitoramento das Redes foi customizado o Módulo de Redes para permitir o acompanhamento de interrupções, indicadores de qualidade e capacidade, bem como permitirá a construção visual das topologias de redes, simular crescimento de tráfego e estimar impactos em caso de interrupção de um elemento da rede. Foram mapeados aproximadamente 135.000 estações dos serviços SMP, STFC, SCM e SeAC (Tv por Assinatura), servindo como base de inventário inicial para o módulo de acompanhamento e monitoramento das redes, de forma que se pretende, com a evolução gradativa e com informações enviadas pelas prestadoras e padronizadas pela Anatel, ter no Centro dados como: 

  • Informações de falhas e interrupções (as mais sensíveis em até 30 minutos de sua ocorrência), permitindo divulgações, cálculo de disponibilidade, avaliação de ressarcimento;
  • Dados de Capacidade e Tráfego das estações mapeadas e elementos de rede a serem inventariados adicionalmente, permitindo avaliação de taxa de ocupação, bem como simulação de análise evolutiva em curvas de tendências;
  • Dados de Parâmetros de Qualidade das estações, como taxas de quedas, completamentos, acessibilidade, velocidade média. 

Com o monitoramento dos dados das prestadoras a Anatel pode tratar automaticamente, bem como ter projetadas as informações em planilhas, gráficos e mapas no Centro de Monitoramento das Redes de Telecomunicações. Importante destacar que o SIEC é a base do aplicativo móvel lançado pela Anatel, onde os usuários podem acessar informações do SMP, e futuramente com novos desenvolvimentos poderem acessar dados de outros serviços.  

Os relatórios mensais e trimestrais irão auxiliar e subsidiar plano de melhorias juntos as prestadoras, bem como no planejamento de TACs, geração de dados para o público, criação de ranking e estimular a autorregulação.

registrado em: