Ir direto para menu de acessibilidade.
> Regulado > Programa Banda Larga nas Escolas


Programa Banda Larga nas Escolas - PBLE

Publicado: Quarta, 11 de Fevereiro de 2015, 17h55 | Última atualização em Sexta, 02 de Outubro de 2020, 11h06 | Acessos: 26951

O Programa Banda Larga nas Escolas foi iniciado em abril de 2008 a partir da assinatura entre Anatel e as então concessionárias do Serviço Telefônico Fixo Comutado — STFC (telefonia fixa): Oi, Telefônica, Algar e Sercomtel, de Aditivos aos respectivos Termos de Autorização para exploração do Serviço de Comunicação Multimídia — SCM (Banda Larga Fixa). A principal obrigação é a conexão de todas as escolas públicas urbanas com internet, de forma gratuita, até dezembro de 2025. Cabe ressaltar que o Programa não contempla as escolas públicas rurais.

No PBLE, cada escola urbana deve ser atendida com banda larga em velocidade equivalente à melhor oferta comercialmente disseminada ao público em geral ou, no mínimo, com 2 Mbps quando prestada por tecnologia de meio terrestre, e de 500 Kbps quando prestado via satélite. Estima-se que mais de 30 milhões de alunos sejam beneficiados pelo Programa.

A gestão do Programa é realizada em conjunto pela Agência Nacional de Telecomunicações — Anatel, pelo Ministério da Educação — MEC, em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações — MCTIC, e com as Secretarias de Educação Estaduais e Municipais, sendo que a competência para fiscalização do Programa é da Anatel.

O Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação – FNDE é o órgão responsável pela elaboração e envio do cadastro das instituições de ensino público urbanas, de ensino fundamental e médio, elegíveis para atendimento. Assim, todas as instituições de ensino público estaduais, municipais e federais, urbanas, que constam no censo anual estão automaticamente contempladas e são beneficiárias do programa, as novas escolas serão atendidas com cronograma acompanhado pela Anatel. Os dados considerados nessa página referem-se ao Censo INEP 2019 — base para ativação: 2020.

As prestadoras enviam informações à Anatel mensalmente, por meio de sistema informatizado, declarando o atendimento de cada escola, com informações sobre a tecnologia utilizada, a velocidade ofertada e a data da ativação. Quando não é possível fazer o atendimento de uma escola por motivos de ausência de infraestrutura suficiente na escola, ou por recusa de instalação por parte da escola, as operadoras de telecomunicações fazem a declaração no sistema da Agência e comunicam o FNDE. Em caso de regularização da pendência, o atendimento é realizado. 

Os gráficos a seguir, gerados a partir de dados informados pelas prestadoras à Agência, com atualização até agosto/2020, trazem as seguintes informações:

  • Velocidades Médias de Conexão - Por UF e Por Prestadora,
  • Número de Escolas Públicas Atendidas - Por Faixa de Velocidade,
  • Número de Escolas Públicas Urbanas Atendidas - Por UF e
  • Histórico do Total de Escolas Públicas Urbanas Conectas - Por Ano

 


Velocidades Médias de Conexão - Por UF e Por Prestadora
(Dados: agosto/2020 - Fonte: sistema SICI)
   

 


Número de Escolas Públicas Atendidas - Por Faixa de Velocidade (Percentual)
(Dados: agosto/2020 - Fonte: sistema SICI)

 

 

 

Número de Escolas Públicas Urbanas Atendidas e Pendentes de Conexão - Por UF
(Dados: agosto/2020 - Fonte: sistema SICI) 

UF Atendidas Pendências
MEC/FNDE/Escola
Pendências Autorizatária Total Penetração *
AC 345 15 3 363 95%
AL 999 30 5 1.034 97%
AM 1.070 213 40 1.323 81%
AP 280 9 9 298 94%
BA 5.540 271 45 5.856 95%
CE 2.429 482 39 2.950 82%
DF 580 25 3 608 95%
ES 1.269 53 7 1.329 95%
GO 2.414 134 15 2.563 94%
MA 2.950 117 37 3.104 95%
MG 7.134 273 97 7.504 95%
MS 757 23 9 789 96%
MT 1.115 48 17 1.180 94%
PA 2.167 369 86 2.622 83%
PB 1.784 38 17 1.839 97%
PE 2.575 223 21 2.819 91%
PI 1.800 102 10 1.912 94%
PR 4.605 171 22 4.798 96%
RJ 4.742 189 30 4.961 96%
RN 1.474 67 4 1.545 95%
RO 552 41 7 600 92%
RR 198 9 1 208 95%
RS 3.801 302 9 4.112 92%
SC 2.660 151 7 2.818 94%
SE 760 16 3 779 98%
SP 10.474 601 11.075 95%
TO 836 20 3 859 97%
TOTAL 65.310 3.992 546 69.848 94%

                             * Penetração: relação entre o quantitativo de escolas instaladas pelo total de escolas.

 

 

Histórico de Escolas Públicas Urbanas Conectas - Por Ano
(Dados: agosto/2020 - Fonte: sistema SICI)

                                 * Dados até agosto/2020

 

Os arquivos com os dados das escolas urbanas atendidas pelo PBLE, em formato .CSV, estão disponíveis para download nos links a seguir:

Programa Banda Larga nas Escolas (PBLE) - AGO/2020

Programa Banda Larga nas Escolas (PBLE) - JUL/2020

Programa Banda Larga nas Escolas (PBLE) - JUN/2020 

Programa Banda Larga nas Escolas (PBLE) - MAI/2020 

Programa Banda Larga nas Escolas (PBLE) - ABR/2020 

Programa Banda Larga nas Escolas (PBLE) - MAR/2020 

Programa Banda Larga nas Escolas (PBLE) - FEV/2020

Programa Banda Larga nas Escolas (PBLE) - JAN/2020

Programa Banda Larga nas Escolas (PBLE) - DEZ/2019 

Programa Banda Larga nas Escolas (PBLE) - NOV/2019 

Programa Banda Larga nas Escolas (PBLE) - OUT/2019 

Programa Banda Larga nas Escolas (PBLE) - SET/2019 

 

Termos Aditivos 

Veja aqui os termos Aditivos assinados pelas Operadoras e Anatel e respectivas obrigações e direitos de cada parte (Operadoras, Governos e Escolas). 

 

Material de Leitura

 

Informativos

 

Processos de Acompanhamento e Controle – PAC 

Os processos administrativos de acompanhamento das obrigações assumidas pelas operadoras são denominados de PAC pela Anatel e se encontram no SEI! (Sistema Eletrônico de Informações), discriminados abaixo:

 

Procedimentos de Apuração de Descumprimento de Obrigações – Pado                                   

Abaixo são relacionados os Pados instaurados por prestadora em razão de eventuais indícios de irregularidades no cumprimento das obrigações do PBLE, com respectivo andamento e decisão, se houver:

Grupo Oi:    Pado nº 53500.008729/2011 – Sanção de Advertência.
                     Pado nº 53500.008731/2011 – Sanção de Advertência.
                     Pado nº 53500.018721/2016 – Em Tramitação.

 

Saiba como solicitar o reparo da conexão junto à operadora no link.

 

Centrais de Atendimento

Algar: 103 12
Oi: 0-800-648-1118
Sercomtel: 103 43 ou 0-800-400-0430
Vivo: 0-800-771-0105

 

DENÚNCIAS

Para denúncias de não cumprimento da obrigação das operadoras, o contato deve ser feito com a Agência Nacional de Telecomunicações — Anatel, por petição a ser protocolada no Sistema Eletrônico de Informações — SEI, com destino à Gerência de Controle de Obrigações de Universalização — COUN.


Para iniciar processos ou realizar peticionamento intercorrente pelos Usuários Externos no SEI - Sistema Eletrônico de Informações da Anatel, proceder da seguinte forma:

  1. Entrar na Página da Anatel na Internet:  www.anatel.gov.br;
  2. Clicar em Processo Eletrônico (SEI), na parte superior à direita;
  3. Rolar a tela e selecionar - Usuário Externo e
  4. Aparecerá um retângulo, selecionar na última linha em “Clique aqui se você ainda não está cadastrado”.
Nós protegemos seus dados

Saiba como usamos seus dados em nosso Aviso de Privacidade. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com os Termos de Serviço e a Política de Privacidade da Anatel.